Notas sobre José Ramos Tinhorão

(por Leo Pereira / Seção Zumbidos) José Ramos Tinhorão faleceu hoje, 03 de agosto, aos 93 anos. Sociólogo, historiador, pesquisador da música popular e crítico musical publicou mais de 25 livros, alguns deles bibliografia básica para qualquer um que queira se aproximar da história de nossa música popular. História nada descritivista e escrita sob um ponto de vista crítico bem definido.

Sensação – Trem Brasil (1996)

Seção “Dichavando a bolacha”: “Trem Brasil foi a dose perfeita entre a batucada pesada de Reinaldinho, João, Cogumelo e Gazú (talvez a mais impactante depois do Fundo de Quintal) com a musicalidade de Carica, a leveza da interpretação do Marquinhos e a sensibilidade e arrojo dos arranjos de Prateado.” (por Cassio Guerreiro)

Seção Prosas de batuques e cachaças: Samba na Vila Madalena (por Chico Aguiar)

Aos faraós da Vila, Pedrão Vieira e Edu Rocha, parceria que fez história.
Quando a gente se vê às voltas com certas lembranças, é meio inevitável fazer o papel do chato passadista. Meio inevitável sentir saudades. Penso na Vila Madalena, ou na “Vila”, simplesmente. “A Vila”, imaginem, como se fosse a única…Mas quero tratá-la assim, nessa recordação, como quem fala de uma velha amiga.
Era uma vez um bar, na esquina de Girassol com Purpurina (…)